terça-feira, 2 de abril de 2013


UNESCO-HidroEX abre seleção para doutorado na Holanda
O UNESCO-HidroEX, por meio de uma parceria com o  Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), lançou na última semana uma chamada pública destinada a seleção de candidatos em nível de pós-graduação.
Os contemplados receberão bolsas de estudo pelo Programa Ciência sem Fronteiras (CsF) para atuar no Instituto de Educação para as Águas (Unesco-IHE), sediado na cidade de Delft, na Holanda. As propostas devem ser enviadas pela Plataforma Carlos Chagas, no site do CNPq, até o dia 03 de maio deste ano. A seleção ocorrerá a partir de junho e o apoio tem início em julho.
Os candidatos concorrerão a vagas nas modalidades doutorado sanduíche (SWE), doutorado pleno (GDE) e pós-doutorado (PDE).
Para consolidar e viabilizar o programa de estágios, o Unesco-Hidroex firmou parcerias com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).
 Entre as linhas temáticas abrangidas pela chamada, estão:
- Gestão de Recursos Hídricos e Governança: aspectos institucionais e legais; governança; instrumentos de gestão; unidades de gestão; gerenciamento do ciclo da água em território urbano; e mudanças organizacionais no setor da água.
- Prevenção e Controle da Poluição Aquática: gestão de resíduos sólidos; prevenção da poluição e produção mais limpa; recuperação ambiental; ecotecnologias; sistemas sustentáveis; e reuso de água.
- Segurança Hídrica: desenvolvimento de pesquisas e metodologias de tratamento de sistemas de águas superficiais e subterrâneas; bacias hidrográficas, portos e hidrovias em seus aspectos principais: análise e compreensão da hidrologia; hidráulica; processos geotécnicos e morfológicos; planejamento e desenho de intervenções de engenharia em escala local, regional e transfronteira; gestão, operação e manutenção de infraestrutura hídrica relacionada; avaliação ambiental e mitigação de impactos devido ao uso de água e intervenções nos sistemas hídricos; desenvolvimento, aperfeiçoamento e aferição de modelos aplicáveis a alerta de eventos hidrológicos extremos de longo e curto prazo (cheias e secas); e estudos para a previsão de eventos extremos, seus efeitos e minimização.
- Integridade ambiental: impactos das mudanças globais sobre a água; desenvolvimentos de planos de gestão integrada dos sistemas hídricos; de diretrizes para a elaboração e gestão de zonas húmidas; e de modelos de alocação de água; prevenção da poluição e recuperação de recursos ambientais; estudos do papel da água para produção de alimentos e redução da pobreza.
- Águas Urbanas: desenvolvimento de planos para a gestão integrada da água urbana; reconhecimento de riscos e incertezas na gestão da água urbana; desenvolvimentos de processos de tratamento baseados em sistemas naturais; de sistemas descentralizados e de baixo custo para o fornecimento de água e saneamento; de tecnologias avançadas para tratamento de águas residuais; e de modelos e soluções para o risco de inundação urbana.
- Ecologia e Recursos Hídricos: processos ecológicos em sistemas aquáticos e ecohidrologia; mensuração e valoração dos serviços ecossistêmicos.
- Hidroinformática: modelagem de paradigmas, incertezas e riscos; sistemas de engenharia, otimização e integração; e tomada de decisão colaborativa e computação e aprendizagem baseados na internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário