quinta-feira, 2 de maio de 2013

Cerca de 15% da água potável distribuida na região metropolitana de Belo Horizonte provem da represa de Varzea das Flores, situada entre os municípios de Betim e Contagem. Ocupação desordenada do solo e turismo predatório ameaçam o manancial. A extensa área que abriga a represa é legalmente considerada proteção ambiental, o governo do estado ainda não regulamentou o seu funcionamento. Numa Assembléia Legislativa dominada pelo Executivo, terão os deputados estaduais força para exigir providências da Copasa?  http://migre.me/emGHt

Nenhum comentário:

Postar um comentário