domingo, 23 de junho de 2013

Edital de R$ 2 milhões seleciona pequenos projetos ecossociais

O Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN) abriu inscrições para o edital do Programa de Pequenos Projetos Ecossociais (PPP-Ecos), com o objetivo de apoiar projetos de organizações de base comunitária e organizações não-governamentais, nos biomas Cerrado e Caatinga.

Com recursos do Fundo para o Meio Ambiente Mundial (GEF), com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o PPP-Ecos passa a apoiar projetos também na região da Caatinga. Os recursos previstos para o presente edital somam R$ 2,14 milhões a serem repassados às organizações. São duas categorias de apoio: Pequenos Projetos e Projetos de Consolidação.

A categoria Pequenos Projetos destina até R$ 70 mil para cada proponente, para apoiar as organizações de base comunitária, contemplando inclusive aquelas com pouca experiência na gestão de projetos. Já a categoria Projetos de Consolidação investe até R$ 100 mil por proponente, para beneficiar organizações que já possuem experiência ou projeto com resultados e impactos positivos comprovados e que possam ampliar a escala de sua atuação, podendo ser replicados em outras comunidades.

 O prazo para envio de propostas é até 2 de agosto.

 Informações: www.ispn.org.br.

 Fonte: ISPN

domingo, 16 de junho de 2013

Prefeitura de BH não convoca, mas Sociedade faz a Conferência de Meio Ambiente

Para garantir a realização da Conferência Municipal de Meio Ambiente em Belo Horizonte, que não foi convocada pela Prefeitura Municipal no prazo regimental, vencido em 1 de Junho, cidadãos e entidades militantes na área socioambiental tomaram a iniciativa e vão convocar uma Conferência livre, a tempo de se preparem para os debates e elegerem os delegados à IV Conferência Estadual, que acontece em agosto e a IV Conferência Nacional, em outubro. A temática central será Resíduos Sólidos, com os seguintes eixos: Produção e Consumo Sustentáveis, Redução dos Impactos Ambientais, Geração de Trabalho, Emprego e Renda e Educação Ambiental. Para organizar a Conferência Municipal,  será realizada reunião aberta na próxima terça-feira, dia 18 de Junho, às 19 horas, na Assembleia Legislativa.
Fonte: www.andrequintao.com.br 


sábado, 8 de junho de 2013

Exposição Cerrado: uma riqueza ameaçada pode ser vista até 21 de junho na Câmara em Brasília


A exposição “Cerrado: uma riqueza ameaçada” está aberta a visitação até 20 de junho na Câmara dos Deputados, em Brasília, Distrito Federal. A abertura foi no dia 4 de junho quando mais mais de 150 m²  foram ocupados com fotos de paisagens do Cerrado e retratos de geraizeiros, quebradeiras de coco babaçu, indígenas e agricultores, que retratam as riquezas do bioma e da cultura de seus povos.
A mostra apresenta também infográficos que ilustram o Cerrado em números de unidades de conservação e terras indígenas, além de denunciar a velocidade alarmante que o bioma vem sendo destruído nas últimas décadas. A expansão desenfreada da fronteira agrícola, a mineração, entre outras atividades, promovem a perda expressiva de sua biodiversidade, acentuam a concentração de terras e rendas e geram conflitos pelo domínio da terra e acesso aos recursos naturais.

O intuito é chamar a atenção dos cidadãos e parlamentares para o risco que o bioma corre com o modelo de desenvolvimento que têm incentivado a conversão das florestas em áreas produtivas pouco sustentáveis, que resultaram em florestas degradadas, contaminação das águas, elevação da emissão de gases de efeito estufa e ameaças às populações tradicionais. Para Altair de Souza, coordenador geral da Rede Cerrado, “essa exibição registra em um espaço privilegiado este padrão de produção de baixa eficiência que gera passivos socioambientais, deixando pra trás uma conta que o povo brasileiro já está pagando”. Ele ressalta ainda que mesmo com tantos retrocessos, “a presença da Rede Cerrado nas frentes políticas, como colegiados e conselhos, tem contribuído para o avanço do debate sobre a preservação ambiental e a garantia de direito dos povos e comunidades tradicionais”.

A exposição destaca a diversidade de atuação da Rede Cerrado pela conservação do bioma, defesa de seus povos e comunidades tradicionais e promoção da justiça social e sustentabilidade ambiental. A Rede Cerrado foi criada em 1992 por ocasião da assinatura do Tratado dos Cerrados, durante a Conferência Rio-92, com o objetivo de articular esforços conjuntos de organizações da sociedade civil para o enfrentamento dos problemas socioambientais que afetam o bioma. Hoje a rede abrange um universo de 500 organizações não governamentais e de base comunitária. Tornou-se referência para as discussões políticas não só no que diz respeito ao meio ambiente, mas também aos direitos dos povos do Cerrado.

Exposição “Cerrado: uma riqueza ameaçada”
4 a 21 de junho.
Local: Espaço do Servidor, Câmara dos Deputados – Brasília (DF) Fonte: Rede Cerrado

terça-feira, 4 de junho de 2013

Conferência de Meio Ambiente em Belo Horizonte

Cidadãos belorizontinos, militantes socioambientais e entidades da sociedade civil, convidam a todos os interessados a participarem de uma reunião na próxima quarta-feira, dia 5 de junho, onde será discutida a convocação e organização da Conferência Municipal de Meio Ambiente.

A reunião vai acontecer no horário de 19 às 21 horas, na Câmara Municipal de Belo Horizonte, bairro Santa Efigênia Infelizmente, a Prefeitura de Belo Horizonte, desconhecendo o acúmulo da sociedade civil na discussão da temática ambiental, não convocou a conferência no prazo regimental, que venceu em 1° de junho, cabedo agora à sociedade civil tomar esta iniciativa.

A Conferência Municipal será preparatória para a IV Conferência Estadual (agosto) e para a IV Conferência Nacional de Meio Ambiente (outubro), sob a temática Resíduos Sólidos, com os seguinte eixos: Produção e Consumo Sustentáveis; Redução dos Impactos Ambientais; Geração de Trabalho, Emprego e Renda e Educação Ambiental.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Recursos Hídricos Fronteiriços e Transfronteiriços

Estudo da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, aponta 83 rios e 11 aquiferos em regiões fronteiriças do Brasil. A gestão compartilhada é um desafio.Acordo de cooperação sobre gestão do uso das reservas subterrâneas de água do Guarani, celebrado no âmbito do Mercosul, em 2010, aguarda

Saiba mais: http://migre.me/eQUza