terça-feira, 1 de julho de 2014

Agrobiodiversidade no Centro-Oeste


Pequi, baru, palmeira, guariroba são três alimentos tradicionais da região Centro-Oeste. Formada por Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Distrito Federal, a região conta com mais de 217 mil estabelecimentos da agricultura familiar que, juntos, produzem e preservam a biodiversidade do Cerrado brasileiro.

A agricultora familiar Lilian Pereira de Siqueira Santos, 37 anos, por exemplo, aposta na produção de alimentos nativos que, para ela, são mais fáceis de produzir. Eu tenho muita variedade de plantas. Entre as nativas, eu tenho o baru, a cagaita e a gabiroba que vão muito bem no solo do Cerrado, já que ele é específico para elas. Tenho outros alimentos que não são dessa região e carecem de mais cuidados , afirma, sobre suas culturas na Fazenda Custódio dos Santos, a 25 quilômetros do centro do município goiano de Pirinópolis.

Segundo a produtora, plantar e preservar faz parte do trabalho no campo. Sempre tive vontade de trabalhar com lavoura, floresta, pomar de frutas nativas. Hoje, planto feijão, mandioca, crio animais. A nossa intenção é de viver da propriedade. Peguei um crédito para o reflorestamento, plantei frutíferas no meio com árvores nativas. Em volta de mim já está desmatando e eu não quero isso , conta. Em Goiás, 67% dos estabelecimentos da agricultura familiar produzem mandioca.

E não é somente para garantir a proteção da agrobiodiversidade da região que a agricultora trabalha. Ela também investe na utilização sustentável dos recursos ambientais. Aprendi com o meu avô a plantar sem adubo químico. Aqui eu trabalho com a adubação verde e faço rotação de cultura na propriedade , afirma.

O secretário da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA), Valter Bianchini, afirma que, além de contribuir para a segurança alimentar da nação e a ocupação no campo, a agricultura familiar assume o papel de preservadora do meio ambiente.

Por trabalhar com uma cultura de geração e geração da terra, essa forma de agricultura é responsável pela manutenção da agrobiodiversidade seja na preservação de matas, seja na preservação de sementes crioulas, de mudas e raças. Há uma relação cultural, de parentesco e de conhecimento muito importante , conclui.

Fonte: Ascom/MDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário